60 Flares Twitter 3 Facebook 14 Google+ 29 Pin It Share 1 LinkedIn 13 60 Flares ×

A palavra utilizada na linguagem verbal varia de acordo com o seu significado a partir de uma dada cultura. Pouco se dá conta a este respeito em virtude do uso corrente que se faz dos vários termos cotidianos. Para que o sentido das palavras líder e liderança aflorem em sua essência, faz-se necessário um aprofundamento a respeito, e com isso revelar a diferença e a importância singular de cada uma.

liderança 1

Líder, quer dizer: chefe, dirigente ou guia de qualquer tipo de ação, empresa ou ideal, e é, exatamente, o que se compreende quando o termo é utilizado em algum tipo de definição necessária. Liderança, refere-se a: qualidade de líder, capacidade de liderar, chefia, direção. Tem-se, então, a nítida percepção – e assim é aprendido pela cultura – de que ambas as palavras têm a mesma equivalência, portanto, o seu emprego pode variar tão somente pelo seu uso sinônimo. No entanto, há uma distância expressiva, separando conceitualmente cada uma delas.

Ao referir-se sobre o termo líder, é possível constatar que ele é a personificação de alguém que realiza, no passado, presente ou futuro, um grande feito. Teoricamente, esta pessoa é percebida como alguém com a responsabilidade de resolver problemas que a maioria não é capaz de fazê-lo. É comum notar que muitas pessoas, principalmente nas organizações, depositam as suas esperanças neste tipo de líder. Ao confiar as suas expectativas nele, deixam de exercer a sua capacidade de desenvolver soluções próprias, dificultam o seudesenvolvimento, descrêem em si mesmas. Conseqüentemente, não praticam a liderança.

Vê-se que o líder é uma figura permanente, e assim tem sido durante muito tempo. A tradição é reforçada a medida em que novos líderes vão encontrando espaço para agir, e então a crença mantém-se convicta a respeito do que a palavra exprime: uma grande pessoa, acima das outras. Todavia, liderança não se encaixa neste tipo de performance, ela distingue-se de líder pelo seu enorme alcance, objetivos, resultados e sutililidade na maneira de atuar, ainda que o dicionário não a retrate desta forma. Liderança acontece oportunamente, não sendo algo que se mantém por tempo indeterminado – tampouco o líder que comumente se esquece de sua vulnerabilidade e finitude enquanto ser humano.

A liderança pode ser compreendida como um caminho a ser trilhado, contudo, nunca acaba, e durante a trajetória, constrói-se a sabedoria de se relacionar com o outro. Forma-se uma comunicação permanente, partilha-se o conhecimento, as metas e alguns ideais, compromete-se comunitariamente, ocorrem mudanças, permite-se o exercício de liderar a todos os membros do grupo, e os prepara para estas práticas de forma constante. Portanto, ela contém o sentido de servir ao próximo: o seguidor. Diz-se com propriedade, que só existe liderança se houverem seguidores. Seguir, verdadeiramente por desejo próprio implica em confiança e respeito, elementos que só estão presentes numa relação madura e verdadeira, nunca pela figura de um chefe, ou de um líder, nos moldes em que é descrito e exercido em muitos casos.

Desfazer-se de idéias tão enraizadas é trabalhoso e requer reflexões que levem a construção de novos conceitos, além de boa abertura e predisposição a este respeito, condição imprescindível. A aprendizagem é parte essencial da liderança, compreendendo-se a maneira como cada membro aprende, e através desta condição gerar mudanças, inclusive da conceituação pertinente. É possível desenvolver a liderança, exercendo-a em várias oportunidades, porém, não há como mantê-la permanentemente, pois que nem sempre é possível acionar as suas características básicas: influência ao invés de imposição, propósito compartilhado, intenção, responsabilidade pessoal, mudança e seguidores ao invés de pessoas obrigadas a um determinado fim.

Exercer a liderança requer também a quebra de paradigma no qual entende-se que líder é apenas um, e este é quem resolve os problemas. Significa o exercício compartilhado de todos do grupo, incluindo a liderança em alguma oportunidade, por determinado tempo. É, então, sair do lugar comum e crescer, construindo conjuntamente a história da qual se faz parte.