22 Flares Twitter 4 Facebook 5 Google+ 11 Pin It Share 1 LinkedIn 1 22 Flares ×

 

Estilos de liderança

 

Chefes que gostam de mandar, que convidam toda a equipe a tomar decisões ou até mesmo que só ficam distantes. Um estudo divulgado recentemente, realizado ao longo dos últimos dez anos pela consultoria QuotaMais mapeou os oito estilos de liderança mais comuns no Brasil e quais deles têm sido mais adotados por gestores de empresas (nacionais ou estrangeiras) que atuam no país.

 

De acordo com o estudo, o estilo que mais cresceu nos últimos três anos foi o visionário, tanto na heteroavaliação quanto na pessoal. Em 2010, 53% dos executivos foram considerados visionários por seus pares ou subordinados. Em 2011, esse percentual foi de 54%, e cresceu para 61% no último ano.

Isso pode ser explicado por uma nova dimensão de mundo empresarial exigida pelo cenário econômico atual onde o desalento pode estar tão grande no mercado que os líderes sentem necessidade de propagar uma visão de futuro e a médio prazo, para incentivar suas equipes.

Por outro lado, líderes com estilo autoritário e afetivo têm sido menos encontrados ao longo dos anos, embora a porcentagem deste último tenha aumentado entre as autoavaliações. Em 2010, 46% dos líderes foram avaliados pelos outros como autoritários. Em 2011 e 2012 o percentual caiu para 45% e 44%, respectivamente. Já em relação aos líderes afetivos, em 2011 52% foram considerados como gestores deste estilo. No ano passado, esse número caiu para 49%.

Sucesso

Veja onde se enquadra seu estilo de liderança:

Afetivo: privilegia o apoio às pessoas. É aquele líder que acredita que garantir o bem-estar de cada funcionário no ambiente de trabalho é a sua principal responsabilidade.

Autoritário: tem estilo mandatório e acredita que a relação de poder é unilateral. É o líder que acredita que ele é quem manda. Para esse tipo de liderança, o caminho mais rápido para obter resultados é a obediência imediata.

Coaching: é o líder que estimula os funcionários a crescerem e se desenvolverem, aprendendo no dia a dia do trabalho. É aquele que influencia, estimula ao desafio permanentemente. Esse líder acredita que o seu papel é despertar os funcionários para o desenvolvimento em todos os âmbitos da vida.

Diretivo: como o próprio nome indica, o líder diretivo é aquele que aponta a direção comum até um objetivo. Ele deixa claro o que é esperado de cada pessoa, tem uma relação de influência clara e monitora o tempo todo. Acredita que o seu papel é alinhar esforços para obter objetivos comuns.

Laissez-faire:  é aquele líder que se mantém afastado do time, não por planejar o desenvolvimento dos funcionários, mas por desmotivação, insegurança, despreparo, interesses paralelos ou até mesmo falta de tempo. É o líder que gera na equipe o sentimento de abandono.

Participativo: é o líder que anda junto com a equipe e permite que as pessoas participem das tomadas de decisão. Ele acredita que o time tem com o que contribuir e que a melhor solução virá através das contribuições compartilhadas.

Modelador: o líder que segue este estilo é aquele que busca a excelência a um padrão definido. Geralmente, ele é rigoroso não só com os outros, mas consigo mesmo. Acredita que sabe como fazer e que a sua maneira é a melhor para alcançar os resultados.

Visionário: é aquele que está sempre pensando no futuro, que cria dimensões para projetos a longo prazo e, por isso, inspira a equipe. Ele acredita que é o futuro que deve orientar as ações do presente.